O papel do intestino nas doenças dermatológicas
PDF

Palavras-chave

Eixo Intestino Pele. Doenças autoimunes. Microbiota. Disbiose

Resumo

A pele e o intestino, como órgãos de interface, possuem um equilíbrio harmonioso de várias comunidades microbianas, indispensáveis ​​para manter a homeostase. Portanto, não é de se surpreender que alterações a nivel intestinal expressem manifestações cutâneas. O objetivo deste trabalho foi revisar a literatura para entender os mecanismos envolvidos nos distúrbios intestinais com as doenças dermatológicas e formular estratégias para restabelecer a saúde da pele desde uma visão integrativa. Foram revisadas literaturas científicas nas bases de dados PubMed e Scielo, entre 2001 e 2019. A microbiota intestinal é responsável pela síntese e absorção de nutrientes e neurotransmissores, proteção contra patógenos e seus metabólitos tóxicos e por modular a expressão de proteinas inflamatórias influenciando a resposta imunológica da pele. Sua composição e função dependem de fatores internos e principalmente externos. Demonstrou-se a importância da dieta, o uso de medicamentos, o estresse psicossocial e a interação com o meio ambiente, como fatores que podem afetar o equilíbrio da pele. O entendimento destes mecanismos resultará em diferentes estratégias para modular as populações microbianas e promover a saúde.

PDF
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.